24 de maio de 2008

E as redes sociais na internet?


Vamos comentar sobre o que chamaremos de "redes sociais na internet". Segundo Raquel da Cunha Recuero (2005, p. 9), esses sistemas "funcionam com o primado fundamental da interação social, ou seja, buscando conectar pessoas e proporcionar sua comunicação e, portanto, podem ser utilizados para forjar laços sociais" (artigo completo aqui). Não pretendemos analisar as implicações do termo em questão, mas queremos diferenciar essas redes das listas de discussão e dos blogs, pelo seu alto poder de conectar um número enorme de pessoas ao redor do mundo. Vamos nos referir especialmente ao Orkut, devido ao seu vastíssimo uso no Brasil (segundo dados de hoje, 53, 83 % dos seus usuários são brasileiros). Além do Orkut pessoal, as pessoas se agrupam, segundo seus interesses, em comunidades virtuais, que oferecem recursos como fóruns de discussão e enquêtes, podem ou não ser moderadas, algumas são muito ativas com novos temas e comentários diferentes a cada dia e outras permanecem inativas. Existe também o My Space, que conecta principalmente músicos ao redor do mundo, comprove visitando o do músico mineiro Juarez Moreira ou da banda inglesa Deep Purple.

Você acha que essas redes podem ser úteis de alguma maneira para o ensino/ aprendizagem de língua materna ou estrangeira?

11 comentários:

AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM disse...

Julieta e todos:

Claro que sim. Posso dar como o exemplo o Orkut. Ele disponibiliza diversas ferramentas para o ensino de línguas como listas de discussão, enquetes, possibilita a troca de recados, a inserção de vídeos na página de cada usuário, o Google Talk, que permite a comunicação síncrona, entre tantas outras. Além disso, as comunidades existentes nessa rede possibilitam a troca de conhecimento sobre vários assuntos. Como Julieta disse, existem muitos usuários do Orkut no Brasil, e estes já dominam seu funcionamento. Este fato auxilia na integração horizontal defendida por Levy e Stockwell(2006)em seu capítulo Design, que objetiva o engajamento do aluno à tecnologia utilizada no meio escolar em diversos contextos, dentro e fora da instituição de ensino. Isso reduz o tempo de treinamento da tecnologia e os problemas técnicos são reduzidos.

Parabéns pelas relevantes informações contidas no blog!

Helen

Vanessa Rodrigues disse...

Em minha opinião pode ser utilizado sim.O Orkut já tÇem muitas cominidades voltadas para o ensino/aprendizagem de línguas e hoje em dia, vejo como exemplo os meus alunos quando me perguntam se eu tenho orkut para me adicionarem em suas listas.Já que eles estão lá, porque não utilizarmos para fins educacionais?

Um bom exemplo teórico cito o trabalho do Professor Júlio César Araújo, "O QUE O MEU ALUNO FAZ NESSE TAL DE ORKUT?"
O artigo esta disponivel nesse endereço:
http://www.ufpe.br/nehte/artigos/Artigo_Orkut.pdf

Grande abraço ao grupo!!
Vanessa

Vanessa Rodrigues disse...

Aproveitando o tema do post sobre Redes Sociais, deixo esse link de um video sobre a " a guerra das redes sociais" Muito engraçado!!

http://current.com/items/88913552_social_networking_wars


Vanessa

Julieta Sueldo Boedo disse...

É verdade Helen, principalmente os jovens e adolescentes brasileiros utilizam e dominam com muita tranqüilidade os recursos do orkut, já faz parte do seu dia-a-dia.Mas vejo que existem muitas comunidades completamente inativas, por isso acredito que talvez ainda seja muito importante a mediação do professor, como aconteceu com a sua experiência de Língua Inglesa com seus alunos no orkut. O que você acha?
Mas com certeza precisamos explorar mais esse recursos com os meninos na escola!!!!

mtaa.1 disse...

Colegas;

Considero o orkut, atualmente, uma das melhores maneiras de conseguirmos uma maior participação/intração de nossos alunos nas questões relativas à aprendizagem. Como já devem ter percebido, "todos" os nossos alunos - quando usuários da internet - usam constantemente o orkut para comunicação com amigos e afins. Nos laboratórios de informática das escolas - pelo menos nas que já tive oportunidade de observar - os alunos têm sempre a página do orkut disponível na tela simultaneamente à página usada para a atividade escolar que o levou até aquele laboratório. Quando desenvolvi trabalho de filmes com os alunos - já mencionei no seminário anterior - a primeira reivindicação do alunos foi a divulgação dos trabalhos no orkut e no youtube. Portanto, usar o orkut, que é um ambiente que os alunos gostam, e desenvolver atividades de aprendizagem motiva os alunos e eu penso que contribui para o aprendizado, pois eles se interessarão mais.
Teresa

AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM disse...

Oi pessoal!
Com certeza Julieta, o professor deve ser o guia (nesse caso o moderador) do curso, pois se deixar os alunos sem direção vira bagunça, ainda mais em um ambiente tão amplo como o Orkut. Eu estou com um texto ótimo sobre esse assunto que infelizmente não tive tempo de ler ainda:SALMON, Gilly. E-moderating: The key to Teaching and Learning Online. Ele se encontra na pasta de nossa professora Vera, e deve esclarecer muita coisa sobre moderação no meio virtual.

Helen

Valeska disse...

É interessante pontuar que redes sociais possibilitam tanto trocas de informação e opinião positivas como negativas. Eu confesso que tinha um certo preconceito com o Orkut (tanto que parei de utilizar) por ter observado situações desagradáveis que alguns amigos passaram, mas com experiências como a da Helen e da Teresa me sinto tentada a dar uma segunda chance ao Orkut.

Julieta Sueldo Boedo disse...

Olá colegas!
Muito interessante o relato das suas experiências com seus alunos, Teresa. Esse tipo de experiência demosntra com,o precvisamos aproveitar os conhecimentos dos nossos alunos e utilizar as ferramentas e recursops que eles já dominam para nos auxiliar nas aulas de língua, inclusive como fator de motivação.
O legal das comunidades do Orkut, Valeska, é que oferecem o recurso de "moderação", que se bem utilizado, permite rejeitar as mensagens ofensivas, desagradáveis ou que fogem da proposta da comunidade.
Beijos, Julieta

Julieta Sueldo Boedo disse...

Oi Vanessa, assisti o vídeo da guerra das redes sociais, é genial! E ri muito mesmo!!!! Aqui sozinha na frente do computador e rindo e rindo igual criança! O pior é que muitas vezes me sinto assim mesmo, como a personagem do vídeo, "atrapada" pelas ou nas redes sociais, cada dia tenho mais usuários de distintos serviços com diferentes senhas e temos que entrar em cada um deles e verificar se há novos recados/ skreps/ e-mails/ fotos / posts/ etc etc etc etc etc etc etc etc etc

rsrsrsrsrsr e beijos,

Julieta

˙·٠•● Pesquisadores do Grupo 6 disse...

Sem dúvida!
Além de ser muito popular (como mostra a própria pesquisa mencionada), ele proporciona uma maneira vasta de comuncação. Contudo, no ensino de línguas, para um melhor controle das tarefas que podem ser pedidas e produzidas, acredito que o uso de uma comunidade seja a melhor solução.
Eu, particularmente, costumo entrar em certas comunidades de cunho cultural e lingüístico para aprender mais sobre outros países e debater sobre questões de ensino-aprendizado. Já aprendi muito por lá! Mesmo assincrônica, num deixa de ser uma grande fonte de interação!

Abraços,
Karina.

Rafael Oliver disse...

AS tecnologias avançaram, mas acho que os educadores em geral não acompanharam este avanço, visto que todas as ferramentas disponíveis [computadores e a internet em especial] não são totalmente explorados, não vejo novas propostas para fazê-lo. Quanto ao ensino de idiomas, acho super válido, pois na internet não há distâncias que não possam ser quebradas. Basta por exemplo conferir a proposta do site LiveMocha.com, onde você aprende outro idiomas através de lições traduzidas por pessoas nativas e as mesmas são corrigidas por eles. Fica ai a dica! abraços a todos.